Ainda há espaço para a leitura na internet?

por

Bom, se você está lendo este texto é sinal de que, ao menos para você, a resposta é sim. Estou aqui, mais uma vez, fugindo da temática filmes a que esta coluna se propõe para abordar outra temática que amo: a leitura! Sou professora e futura bibliotecária, então a forma como consumimos informação e desenvolvemos nossos hábitos de leitura é algo que muito me interessa.

Há uns anos, nos idos de 2007, houve o boom dos blogs. Todos tínhamos blogs (eu inclusa). Naquela época, se alguém me dissesse que os blogs perderiam força eu acharia um absurdo e duvidaria MUITO. Mas eis que sim, eles perderam força. Das blogueiras famosinhas, inúmeras migraram para o youtube e cada vez mais ganham força os influencers digitais do instagram.
Isso diz muito sobre os tempos em que vivemos. Se youtube e instagram passam a ter vantagem sobre blogs e outros veículos, é sinal de que vídeos e fotos estão ganhando vantagens sobre textos. Além disso, trata-se de uma forma de comunicação mais voltada para o emissor em si, para quem comunica, do que para o que é comunicado, vide os novos famosos da internet que são famosos apenas pelo seu estilo de vida.

É uma mudança que forma a geração atual com hábitos diferentes dos que tivemos, mas que atinge também os que são de outras gerações. Eu mesma, por mais que ame ler, percebo que na internet sou super preguiçosa, cada vez menos abrindo links, cada vez mais lendo apenas chamadas, vendo cada vez mais vídeos e fotos (não me orgulho disso).

Mas como tudo é cíclico, acredito num ressurgimento dos blogs e da produção textual. Não acho que o consumo avassalador de fotos e vídeos seja um diagnóstico de que não gostamos de ler (olha os textões aí atestando isso e se propagando como gremlins – falando em gerações, cá estou eu denunciando a minha). E isso até como um antídoto para essa forma de consumir informação que estamos adotando hoje. Não se trata de rejeitar o que é novo ou de saudosismo. A tecnologia e a internet influenciam sobremaneira nossos hábitos e é meio bobo lutar contra isso. Mas acho que o resgate dos blogs e do conteúdo textual é um favor que fazemos a nós mesmos.

Deise Luz é colunista do Camaçari Mulher e só queria ver todos os filmes do mundo. Não é crítica e nem estuda cinema. A função que melhor ocupa é a de uma espectadora fiel, dedicada e ansiosa. Para ler mais textos de Deise, clique no nome dela ali em cima 😉

Comentários

comments

Leia Também