Bichinhos de estimação devem passar longe do chocolate

Ingestão pode provocar diversas complicações, inclusive o óbito

por
chocolatecachorro
Gomas e doces também são proibidos

A Páscoa está chegando e, durante esse período, aumenta o consumo de chocolate. Um pedacinho aqui, um pedacinho ali e, de repente, você percebe um par de olhos bem atentos e uma montanha salivante em direção àquele doce que é só seu. É difícil resistir ao olhar pidão, mas seja forte, pois o chocolate é muito nocivo ao seu bichinho de estimação.
Isso acontece porque a teobromina, uma substância presente no cacau, não é metabolizada pelo fígado de cães e gatos.  A ingestão pode provocar vômito, diarreia, incontinência urinária, excitação nervosa, elevação da temperatura, aumento dos batimentos cardíacos, convulsão, podendo, até mesmo, levar ao óbito .

Dra Lívia alerta
Dra Lívia Peralva

De acordo com a veterinária Lívia Peralva, a gravidade do quadro varia de acordo com o percentual de cacau presente no chocolate e a quantidade ingerida pelo animal. “Vale lembrar que não devemos alimentar animais, de qualquer espécie, com produtos ou alimentos que não sejam indicados. O chocolate é um produto destinado a alimentação humana”, salienta. “Gomas e doces também são proibidos”, acrescenta.

Se você quiser mesmo dar um “mimo” ao seu bichinho nesta Páscoa, a opção é adquirir, em Pet Shops, chocolates próprios para consumo animal, já que estes são isentos de cacau e podem ser oferecidos como petiscos sem problemas.

cmulhermenor

Esse texto foi escrito por Claudia Magnólia. Se gostou, diga: tá legal, tá bacana. Se não gostou, diga: melhore, Magnólia! Mas não deixe de expressar a sua opinião 😉

E-mail: claudiamagnolia@camacarimulher.com.br

Comentários

comments

Leia Também