Café com Cheirosa: Calma, moça! Você é linda!

Não aceite maus-tratos sutis

por

Você conhece alguém que esteja plenamente satisfeito com seu corpo? Se conhece me apresenta, porque a de cá desconhece. E nesse culto ao belo, ao magro, ao bem-disposto, em que as pessoas exibem seus resultados não só pela felicidade do objetivo atingido, mas também com um ar acusador de “levante essa bunda gorda daí e vá malhar”, eu, você e todas as outras simples mortais, vivemos um dilema diário e inadiável com o espelho. Ahhh… o espelho!

FB_IMG_1463260347254
Calma! Eu tenho boas notícias: Você é linda! Sim, linda! Não entendeu? Vou soletrar: L-I-N-D-A!

De posse dessa informação preciosíssima, temos algumas atitudes a tomar. Não podemos mais permitir que nossos amigos, companheiros, familiares ou quem quer que seja cometam maus-tratos sutis conosco.
Oxente, Cheirosa! Mas não tem ninguém me maltratando, não. Mulher, repare direito que tem sim. Não é incomum as pessoas minarem a autoestima das outras com comentários disfarçados de “brincadeiras” que revelam não só maldade, como uma clara intenção de diminuir e magoar.

“Seu rosto é lindo, deveria emagrecer”.
“Isso é que é uma mulher, não é aquilo que tenho lá em casa”.
“Gorda pode praticar dança do ventre?”.
“Como um cara desses pode querer uma mulher daquela?”
“Venha cá, meu bujãozinho!”.
“Se você tiver força de vontade, você emagrece”.

Como o próprio nome diz, maus-tratos sutis não são escancarados, eles podem vir disfarçados de carinho, de conselho e o que vai definir se o ato se enquadra ou não nesse conceito é o seu sentimento, o que ele te causou. Se doeu, amiga, você sofreu maus-tratos sutis.

Essa é a parte do texto em que você se deu conta de que sofre todos os dias e por pessoas que você ama, maus-tratos sutis. E agora? Agora você precisa se lembrar que seu corpo carrega sua história. Que você, assim como a maioria de nós, já teve corpinho de miss e que suas escolhas te fizeram o que você é hoje. Tá faltando cinturinha de pilão, mas tá sobrando mulher guerreira, batalhadora e companheira. Que apesar da acusação de preguiçosa, você é mãe, mulher, filha, amiga, psicóloga e gerente da sua vida e da vida de um monte de gente que te delega essa função diariamente. Então, não aceite maus-tratos sutis. Você é maravilhosa! Se convença disso.

Outro dia eu escrevi no meu facebook:

“O dia em que eu me aceitei como eu sou, o mundo inteiro foi obrigado a fazer o mesmo”.

Então é isso, gata! Aceite sua maravilhosidade e vá ser feliz. E se entre um lacre e outro der tempo, vá fazer uma caminhada, pilates, zumba, UMAS AULINHAS DE DANÇA DO VENTRE (merchan rsrs), porque aí, amiga, além de linda, você vai ser poderosa, como esta que vos escreve 😀

Um beijo! Empodere-se!

cheirosa

Esse texto foi escrito por Angela Cheirosa, colunista do Camaçari Mulher. Para ler mais textos desta mulher negra, professora, mãe, bailarina ( e todas aquelas outras coisas que precisamos ser todos os dias), clique no nome dela ali em cima e delicie-se 😉

Comentários

comments

Leia Também