Camaçarienses revelam os segredos de uma boa feijoada

Cozinhar para os amigos e família é sempre uma ótima ideia

por

No dicionário, o verbo cozinhar refere-se a preparar os alimentos através da ação do fogo ou de qualquer outro processo de cozimento. Mas, para muita gente, cozinhar é a arte de transformar alimentos em sensações, lembranças e sentimentos. A mistura de ingredientes em um recipiente pode parecer tarefa fácil, mas, fazer com que boas vibrações aflorem à primeira garfada, não é tão simples assim, para isso, o amor deverá ser o ingrediente principal.

Cozinhar para os amigos e família é sempre uma ótima ideia. E se o objetivo for reunir todo mundo, uma das melhores opções é a feijoada, prato típico da culinária brasileira. A princípio, a ideia de preparar aquele panelaço de feijão pode até assustar, mas, não se preocupe, pois, não é nenhum bicho de sete cabeças, é o que garantem duas camaçarienses experts no assunto.

Família de Luana tem tradição no preparo da feijoada ( foto: Joice Santos)
Família de Luana tem tradição no preparo da feijoada ( foto: Joice Santos)

“O segredo é selecionar os melhores ingredientes. Fazemos feijão há 16 anos e nosso maior cuidado é com a qualidade e a satisfação do cliente” diz Luana Lindu, filha do fundador do restaurante “Feijão do Lindu”, um dos mais tradicionais de Camaçari. Luana conta ainda que o preparo é feito um dia antes. “Colocamos as carnes: charque, calabresa, carne de costela, bacon, toucinho, pé de porco, fato e carne de boi (só não colocamos mocotó, bofe e tripa porque possuem um alto teor de gordura) e depois acrescentamos o feijão “carioquinha”, por ser melhor no cozimento. Deixamos descansar e, no outro dia, adicionamos mais um tempero, deixando no fogo até ficar molinho” conclui.

Dona Nenzinha prepara uma feijoada dos Deuses! (foto: Joice Santos)
Dona Nenzinha prepara uma feijoada dos Deuses! (foto: Joice Santos)

Dona Nenzinha, moradora do bairro dos 46, é outra que faz uma feijoada para ninguém botar defeito. Assim como Luana, ela afirma que um dos principais segredos consiste em preparar o prato na véspera do dia em que será consumido. “Deixo as carnes ficarem bastante tempo no tempero para que o sabor fique bem apurado. Por isso, faço sempre um dia antes, pois no dia seguinte, além do tempero estar mais concentrado, o caldo fica mais grossinho e gostoso” finaliza.

Há quem prefira consumir o feijão puro, no máximo com farinha ou pimenta. Para quem não abre mão de acompanhamentos, uma boa pedida é arroz branco, salada e um refogado de couve. Mas sozinha ou acompanhada, a feijoada é um prato curinga que agrada muita gente. Para deixá-la bem saborosa, além dos segredinhos revelados acima, não esqueça de, ao cozinhar, colocar os seus melhores sentimentos sobre os ingredientes, pois como bem escreveu Mia Couto: cozinhar é um modo de amar os outros.

cmulhermenor

Esse texto foi escrito por Joice Santos. Se gostou, diga: tá legal, tá bacana e compartilhe com seus amigos. Se não gostou, diga: melhore, Joice! mas não deixe de compartilhar com seu amigos 😉

E-mail: joicesantos@camacarimulher.com.br

Comentários

comments

Leia Também