Castração é um ato de amor e responsabilidade com os animais

O quanto antes eles forem castrados, melhor

por
Mary Santa
Mary Santa

Tem gente que basta ouvir falar em castração de animais que já faz aquela cara de espanto: “tadinho, ele nunca vai cruzar!” ou “coitada, nunca vai ter filhotes!”. Mas o que grande parte das pessoas não sabe é que castrar cães e gatos não tem nada a ver com crueldade, pelo contrário, é mais uma prova de cuidado com o bichinho de estimação.

Acostumada a estar rodeada de animais, muitas vezes resgatados das ruas, a estudante de farmácia, Mary Santa, não pensa duas vezes antes de optar pelo procedimento. “Acho muito importante, pois além da prevenir enfermidades, evita fugas em períodos de cio e gravidezes”, conta.

veterinario Jonathan De Nardi
Veterinário Jonathan De Nardi

Os benefícios não param por aí. O veterinário Jonathan De Nardi explica que “nas fêmeas, por exemplo, existe uma diminuição da ocorrência de tumores mamários e alterações uterinas como uma piometra (pus no útero) ou hemometra (sangue no útero). Em machos, a probabilidade do desenvolvimento de um tumor escrotal é reduzida e as chances de ocorrer uma hiperplasia prostática (aumento da próstata) também diminuem”, explica.

Além disso, com a castração, as fêmeas não entram no cio, evitando aquela matilha na sua porta. Outro fator positivo é que os machos ficam mais tranquilos, pois há uma redução na produção de hormônios sexuais que os deixam agitados quando não podem cruzar, e também sentem menos necessidade de demarcar território através da urina, ou seja: o seu sofá, o pneu do seu carro e aquela plantinha que você tanto gosta, podem estar a salvo!

Mas qual o melhor momento para a castração?

Segundo Jonathan, o quanto antes, melhor. “O ideal é que ocorra quando o animal estiver com pelo menos 6 meses de idade e, nas fêmeas, o mais recomendado é que o procedimento aconteça antes do primeiro cio, pois, desta forma, as chances de evitar o desenvolvimento de doenças é maior”, orienta. Contudo, desde que feitos os exames que comprovem o bom estado de saúde, animais novinhos, jovens ou idosos podem ser castrados.

Menos bichinhos nas ruas

É importante frisar, também, que, além de todos esses benefícios, a castração é uma forma humanitária de realizar o controle populacional animal. Nas ruas, cães se reproduzem a cada seis meses, e gatos, a cada três meses. De acordo com dados da ONG SOS Bichos, a cria de uma única cadela pode resultar, num período de 10 anos, em mais de 80 milhões de filhos, netos e bisnetos.

Se assustou? Pois é! Viu como a castração é importante?

cmulhermenor

Esse texto foi escrito por Claudia Magnólia. Se gostou, diga: tá legal, tá bacana. Se não gostou, diga: melhore, Magnólia! Mas não deixe de expressar a sua opinião 😉

E-mail: claudiamagnolia@camacarimulher.com.br

Comentários

comments

Leia Também