Elas por Ele: Frágeis e Poderosas

Qualquer referência positiva à aparência frágil de uma mulher corre o risco de ser duramente contestada

por

Em tempos de aclamação do empoderamento feminino, qualquer referência positiva à aparência frágil de uma mulher corre o risco de ser duramente contestada, mas a verdade é que há um grande charme na vulnerabilidade que, proposital ou inconscientemente, elas deixam transparecer às vezes. Consideremos a premissa de que a arte imita a vida e vice-versa. As obras de ficção estão repletas de personagens apaixonantes caracterizadas por trejeitos intrínsecos ao estereótipo de moça indefesa. Me parece que essas são as que mais rapidamente encontram o caminho para uma forte conexão com o público masculino.

Mas também é importante observar que todos estes seres apaixonantes têm a referida fragilidade restrita à sua capacidade física – na maioria dos casos, algum tipo de limitação bem específica. No entanto, em geral, são dotadas da coragem e inteligência tão características da mulher. Peço licença para entrar no território da colunista Deise Luz e expor três exemplos contidos no universo do entretenimento audiovisual.

b6027e22-74e5-4853-96f9-49c032747220

Mundo Cão – A personagem Isaura, interpretada pela atriz Thainá Duarte, conquista por sua simplicidade e seus olhos inocentes. Não ouve e não fala, o que nos obriga (como se isso fosse um sacrifício) a dobrar a atenção para seus gestos e expressões. Por parecer uma vítima em potencial, sentimos aflição por não estarmos caminhando ao seu lado, protegendo-a de tudo e de todos. Protetores… sei… sabem de nada, inocentes!

daa38e4e-be5a-47a7-bae1-88d4b9e7fd93

Bates Motel – O seriado é um prequel derivado do clássico suspense Psicose, de 1960.  A versão modernizada dos eventos que ocorreram antes dos apresentados no filme traz, em sua palheta de personagens, uma garota meiga e com um grave problema respiratório chamada Emma. Ela sofre de fibrose cística, por isso seu cilindro de oxigênio enfeitado a acompanha sempre. Inexplicavelmente, o cateter de silicone parece agregar beleza ao seu rosto. Nem as semelhanças com Mônica Iozzi maculam sua fofura. O que surpreende nela é a coragem para correr riscos, ignorando as limitações que lhe impõem. Isso é extremamente inspirador! Aposto que nem a popular Bradley Martin causa tanta empatia no público masculino.

8b5291dd-87ff-45b0-8802-5153f3cc3914

O Quinto Elemento – Que homem resistiria ao pedido de socorro da humanóide Leeloo? Milla Jovovich (a atriz protagonista de Resident Evil) encarna uma personagem que é a personificação da inocência e a explicação para isso é o fato de que acabou de “nascer”. Desorientada, não compreende as formas de comunicação humanas, nem a lógica das suas convicções. Suas tentativas de interação são dóceis, suas palavras indecifráveis são música. E, como não poderia deixar de ser, por traz de sua evidente fragilidade, há um poder capaz de salvar o planeta! Até parece uma definição da essência da mulher…

Comentário da esposa do autor:

Da mesma forma que você considera um equívoco pensar que só há lugar no coração dos homens para mulheres que esbanjam sensualidade e malícia, também vejo como um ledo engano acreditar que todas as mulheres seguem esta mesma linha de raciocínio. Nós dois, por exemplo: quando te vi meio perdido, caçando palavras e motivação, decidi te fazer companhia na busca pela felicidade… 

 

Esse texto foi escrito pelo colunista do Camaçari Mulher, Wesley Sobrinho, único homem no meio dessas feras. Para ler mais textos desse jornalista que também é poeta e que também é um cara belo, recatado e do lar, clique naquele nome rosa ali em cima 😉

Comentários

comments

Leia Também