Empresária dá dicas para quem quer ser uma mulher empreendedora

Pensando nas mulheres que sonham em abrir seu próprio negócio, a empresária já realiza palestras sobre o empreendedorismo feminino

por

Quem observa o cenário empresarial da atualidade já não se surpreende com a significativa presença feminina, pois, a cada dia que passa, a mulher ocupa mais espaço e se destaca nesse meio. A mulher moderna acostumou-se a estar sempre à frente do seu tempo, quer empoderar-se de si mesma, crescer, destacar-se, ocupar o seu lugar e, uma bela conseqüência de tudo isso é o espírito empreendedor que tem desabrochado neste público (viva!!!).

DSC_0373
Recentemente, Manuelina conquistou o troféu The Winner Awards, no Rio de Janeiro

Foi pensando nas mulheres que sonham em abrir seu próprio negócio, que a empresária Manuelina Ferreira, 47 anos, mergulhou de cabeça no assunto e até já realiza palestras sobre o empreendedorismo feminino. A contadora e projetista financeira, que coleciona vários prêmios em sua carreira, conta que sempre viu o empreendedorismo como o melhor caminho a ser seguido e que este passou a ser, para ela, uma espécie de combustível motivador. Em sua opinião, na atualidade, está cada vez mais notório o quanto a mulher contribui para a geração de emprego e renda do país e isso se deve ao empreendedorismo feminino, uma ferramenta de igualdade de direitos. “A cada dia, mais e mais mulheres estão abrindo seu próprio negócio e inovando, trazendo cada vez mais novidades para esse meio que ainda sofre preconceito com o avanço do nosso crescimento no mercado empreendedor”, salienta.

Por isso, a quem deseja se tornar uma empreendedora de sucesso ela aconselha:

– Acredite em si mesma;
– Seja otimista, sempre;
– Faça tudo com amor pois isto é um diferencial;
– Conheça aquilo que pretende empreender, pois mesmo que não seja você a executar, o toque final tem que ser sempre seu;
– Analise o serviço e/ou produto a ser comercializado dentro dos seus grupos, depois no seu bairro e na sua cidade;
– Pesquise o crescimento e a expansão desse produto ou serviço. Com isso você já criou o seu primeiro guia, e pronto, já definiu o que vai ser e em que área vai atuar;
– Utilize todas as ferramentas que estão disponíveis gratuitamente (ferramentas digitais por exemplo) para criar e divulgar uma marca com sua característica e identidade da sua atividade.

E para aquelas que já empreenderam, mas não obtiveram sucesso de imediato e, por isso, desanimaram, ela deixa a seguinte mensagem: “Não desista dos seus sonhos, se reinvente. O mercado está exigindo de você um pouco mais. Então, reveja a sua atividade, identifique o que não está dando certo e foque naquilo que funciona”, finaliza.

cmulhermenor

Esse texto foi escrito por Elba Coelho. Se gostou, diga: tá legal, tá bacana. Se não gostou, diga: melhore, Elba!

E-mail: elbacoelho@camacarimulher.com.br

Comentários

comments

Leia Também