Jaguarana: Força de Loba e sensibilidade de Mulher

De presença marcante e um carisma contagiante, a intérprete e pedagoga tem seu alicerce firmado na família e nos amigos

por

 

26653059150_8fcb4b3ae7_o
Foto: Joice Santos

“Sou doce, dengosa, polida. Fiel como um cão. Sou capaz de te dar minha vida…”. A Loba é um dos sucessos mais conhecidos na voz de Alcione. A personalidade forte e segurança inabalável com que a “Loba” conduz suas atitudes ao se ver apaixonada, revela uma singularidade e total sabedoria dos seus atos. Características facilmente encontradas na trajetória de Jaguarana Eulália. Dona de  uma fé inalterável e um coração capaz de compartilhar o pouco que tem sem pensar duas vezes,  a vontade de ajudar o próximo sempre fez parte da personalidade dessa potência em forma de mulher.

Jaguarana-Camaçari-mulher-cantora-historia6De presença marcante e um carisma contagiante, a intérprete e pedagoga tem seu alicerce firmado na família e nos amigos, com quem já passou por altos e baixos. Filha mais velha de 12 irmãos, Jaguar, como é chamada pelos amigos, teve sua adolescência marcada pela responsabilidade de assumir a família logo após a separação dos seus pais. A dificuldade em manter o lar a fez colocar em prática o desejo de ensinar, e foi aí que surgiu a ideia de dar aulas para as crianças do bairro onde morava. A iniciativa deu tão certo que tiveram de improvisar um puxadinho na frente da sua casa, para atender dezenas de crianças que iam aparecendo na escolinha Balão Mágico. Mas as dificuldades impostas de maneira cruel pela vida não a abalavam. O brilho no olhar e a vontade de vencer sempre foram seus aliados.

Jaguarana-Camaçari-mulher-cantora-historia12
Família reunida no aniversário de Dona Maria das Dores

Soteropolitana de berço e camaçariense de coração, Jaguar, herdou o talento artístico pela música do avô Miguel Santana e de seu pai Jaguaraci Anunciação, motivos pelos quais ela nunca esqueceu o real sentido da vida: cantar!. 10451325_599616566808646_545044873487914531_nSeu talento foi rapidamente percebido, e convites para cantar nas rodas de amigos do pai, nas festinhas da escola, nos grandes encontros de família, começaram a aparecer. Nesses encontros, a filha de dona Maria das Dores se realizava e soltava a voz. Daí por diante, não parou mais. Aos poucos, sua carreira deslanchou e logo se viu compartilhando o mesmo palco e interpretando canções ao lado de Ângela Maria, Martinho da Vila, Agnaldo Timóteo, Elba Ramalho, Banda Calcinha Preta, Jota Veloso, Dominguinhos, dentre outros.
Responsabilidades como ser uma das primeiras cantoras da banda feminina Didá e a de representar a Bahia no Programa do Silvio Santos, sendo aprovada e julgada por Aracy de Almeida, Antonio Fonsar, Elke Maravilha e José Fernandes, além de cantar nos trios elétricos puxando foliões no carnaval de Salvador, construíram a mulher f0b95ddc-eca1-4696-9c45-fd000f5ecc82de garra e determinação de hoje. Jaguar revela que ainda tem muitos sonhos a serem realizados, mas acredita que tudo tem um tempo certo para acontecer. “Não me considero uma pessoa imediatista, tenho muita fé em Deus e sei que Ele tem um propósito para mim. Acredito que humildade e gratidão são elementos fundamentais para o sucesso, tanto pessoal quanto profissional”, afirma.

1185496_4013835160923_63047089_nPor conta de um distúrbio na tireoide, a cantora começou a ganhar peso, o que fez surgir alguns problemas de saúde. Num meio em que o culto a magreza é tão forte, Jaguarana nem se abala, preocupa-se apenas com a saúde, pois em relação ao seu corpo, está tudo maravilhosamente bem.  “Eu me amo do jeito que sou, sou gata, sou gostosa, e não me limito a nada. As pessoas sofrem muito com essa rotulação que a sociedade impõe, enquanto poderiam estar preocupadas em fazer o bem ao próximo, pois é isso que embeleza o ser humano”, afirma. Apaixonada pelo maridão Robson, ela não economiza nos elogios e os olhos brilham quando recorda os momentos a dois. “Costumo dizer que fui abençoando por Deus, ele me completa, e tem uma paciência surreal. Ele me ama e me aceita do jeito que sou e isso é o bastante para eu ser completamente feliz”, finaliza.

Jaguarana-Camaçari-mulher-cantora-historia4
Jaguarana e Nelson Rufino

Fã de Nelson Rufino, Jaguarana acaba de realizar o sonho de cantar ao lado do seu ídolo no palco do Teatro Cidade do Saber. “Foi lindo, ele era amigo do meu pai, e sempre estava presente nas rodas de amigos, porém depois de muitos anos, perdemos o contato. Quando nos encontramos no camarim do teatro, ele olhou pra mim e lembrou de tudo, inclusive quando meu pai me pedia para cantar. Rimos bastante e eu me enchi de orgulho e emoção”, relata.

Jaguarana-Camaçari-mulher-cantora-historia9
Foto: Bruno Macedo

Hoje, Jaguar apenas deseja ser reconhecida como intérprete da MPB (estilo com o qual se identifica) e, com isso, ajudar a quem precisa. Mesmo sabendo que esse sonho pode encontrar alguns obstáculos no percurso, ela não desanima e continua sua trajetória, pois além da força que brota de uma fonte interminável dentro de si, a mãe de Janderson, Daniele e Dandara tem como princípios o amor ao próximo, a simplicidade, a humildade, a honestidade, o carinho e o respeito, características que ela acredita pertencer apenas a pessoas vencedoras.

cmulhermenor

Esse texto foi escrito por Joice Santos. Se gostou, diga: tá legal, tá bacana e compartilhe com seus amigos. Se não gostou, diga: melhore, Joice! mas não deixe de compartilhar com seu amigos 😉

E-mail: joicesantos@camacarimulher.com.br

Comentários

comments

Leia Também