Mulher de 40: camaçarienses revelam porque esta é uma das melhores fases da vida

Ainda que não abram mão de tratamentos de beleza, elas querem mesmo é ter a alma leve

por

Sinara está feliz da vida. Raquel nunca esteve tão bonita. Edivane esbanja autoconfiança. O que elas três têm em comum? São todas donas de si, estão na casa dos 40 anos e não têm problema nenhum com isso. Pelo contrário: assumem com alegria a idade que têm e sentem orgulho das mulheres que se tornaram.

Apesar de algumas rugas surgirem aqui e ali, e ainda que não abram mão de tratamentos de beleza, cuidem da pele, dos cabelos, do corpo e invistam em atividades que as mantenham saudáveis, para elas, o que mais importa, é estar com a alma leve.

Sinara
Sinara

Empreendedora de sucesso, Sinara Goulart, de 43, acredita que um dos maiores ganhos desta fase é a independência emocional. Para ela, é importante, ainda, viver cada período em sua plenitude. “Fui e sou efetivamente uma mulher com costumes, ideias, comportamentos típicos de cada idade. Fui boba aos 20, esperta aos 30; boba, esperta e madura aos 40! Sem neuras e sem perfeições”, conta.

885313_475264202545665_800506518_o
Raquel

A pedagoga e diretora de vendas Mary Kay, Raquel Andrade, tem exatos 40 anos e não possui medo nenhum de envelhecer. O segredo, segundo ela, é viver cada fase com sabedoria. “Aos 20, já era concursada, então fiz minha graduação e pós-graduação, aos 30 me casei, conheci a empresa que mudou minhas perspectivas, tive a graça de ser mãe e hoje posso desfrutar melhor dessas bênçãos, crendo que muitos sonhos ainda serão realizados”, revela.

Por falar em sonhos, uma boa parte das mulheres que deseja a maternidade, acredita não ser possível engravidar depois dos 35. Tem o temido “relógio biológico”, tem a sociedade que julga as mulheres o tempo inteiro, mas tem também o fato de que quando uma mulher tem convicção do que quer, não há barreira que ela não possa superar. Foi o que aconteceu com Edivane Martins, 46, que tornou-se mãe pela terceira vez aos 41 anos e hoje vê a sua vida preenchida com o amor do maridão, dos filhos mais velhos e da pequena Clarinha que, como o próprio nome sugere, veio para iluminar ainda mais o seu mundo.

Edivane
Edivane

“Nós somos as escolhas que fazemos. Eu não tenho uma carreira de sucesso, não viajei para o exterior, não aprendi uma língua estrangeira, não saltei de paraquedas, mas não sou menos feliz por isso”, explica.

Mas o sorriso de Edivane vem, também, da decisão de aceitar-se como é e reconhecer a beleza que carrega em sua essência. Se aos 20 ou aos 30 era difícil entender algumas coisas, a experiência adquirida nesses anos a tornaram uma mulher mais segura, madura, portanto, mais feliz.

Livrar-se da armadura da perfeição, reconhecer que há beleza até nas falhas e que as rugas são sinais de quem já tem boas histórias para contar são alguns dos fatores que contribuem para viver com harmonia e plenitude a fase dos 40 anos. Vai ver é justamente por isso que as entrevistadas do Camaçari Mulher esbanjam beleza, charme e simpatia:

“Apesar dos quilos a mais, da flacidez, das varizes e tudo que acompanha os 40 e tantos anos, a autoconfiança faz toda a diferença. Não dependo da aparência física para me afirmar, conheço meus pontos fortes e tento fazer com que eles ofusquem os fracos, me sinto bem mais atraente hoje que aos 20 anos. Não preciso ser sexy, loura ou magra para me sentir linda! A beleza está dentro de cada um de nós. Eu me cuido, mas sem neuras, sei que não preciso ser perfeita. Apego-me a outros valores, tenho uma vida confortável, o amor dos meus filhos, o carinho e o respeito do homem que amo e a admiração dos meus amigos, da minha família. Não troco isso por nada!”

7d9c8788-d476-486b-98dc-d6569556a9dd

 

Edivane Martins,46

“Precisamos aceitar o ciclo da vida. Sou consultora de vendas, então, sou minha cliente número um, uso produtos adequados para meu tipo de pele, protetor solar, dentre outros, pois entendo que enquanto pudermos preservar a aparência devemos fazê-lo, mas sem medo daquilo que não podemos evitar, que é envelhecer, porém, em paz e satisfeita! Por isso, nada melhor para estar feliz comigo mesma do que saber que tudo que conquistei foi com ética e respeito, sem precisar prejudicar ninguém, pelo contrário: sempre ajudando outras pessoas e motivando-as a conquistarem seus sonhos! Isso nos mantém jovens o tempo todo”

raquelandrade_2

Raquel Andrade, 40

“Adoro ser uma mulher madura. Não sou uma mulher de 40 com atitudes e pensamentos de uma mulher de 20 e o que aprendi na minha idade balzaquiana (30 anos) melhorei agora. Se você perguntar se tenho orgulho da mulher que me tornei, vou responder que sim, afinal, eu tenho coragem e, mais que isso: tenho orgulho de ser corajosa. Como dizia dona Canô:
“Ser feliz é para quem tem coragem”.

sinara_3

Sinara Goulart, 43

cmulhermenor

Esse texto foi escrito por Claudia Magnólia. Se gostou, diga: tá legal, tá bacana. Se não gostou, diga: melhore, Magnólia! Mas não deixe de expressar a sua opinião 😉

E-mail: claudiamagnolia@camacarimulher.com.br

Comentários

comments

Leia Também