Seja o que quiser, faça o que for preciso!

Autossabotagem é uma força interior que nos condiciona a procurar justificativas para evitar o crescimento

por

mulher feliz, plenitude,

Quantas desculpas você dá por dia, para não começar um projeto, esclarecer um mal entendido, arrumar as bagunças que estão te atormentando, ler um livro? Tá, eu sei que não vai ser fácil assumir isso, talvez você até deixe de ler esse artigo por que não tá afim de ser lembrado disso e tá tudo bem! Eu mesma confesso que também tenho os meus “dodóis” e que muitas vezes me autossabotei deixando de fazer o que era preciso. Por outro lado, tomar consciência disso faz com que passemos a nos responsabilizar ao invés de colocar a culpa nos outros. Isso já é um grande salto!!!

Autossabotagem é uma força interior que nos condiciona a procurar justificativas para permanecer onde estamos e evitar o crescimento. Mas como, se o que mais queremos é melhorar de vida e ser feliz? Como eu mesma sou capaz de me prejudicar? Acontece que dentre os tantos fatores limitantes que emergem do nosso inconsciente, um dos mais destrutivos é a autossabotagem. Puxamos o nosso próprio tapete inconscientemente, quando surgem oportunidades de crescimento pessoal e, por incrível que pareça, temos medo do sucesso e do crescimento. Ficamos limitados àquele salário, uma cota de felicidade pessoal ou um patamar de sucesso, nos contentamos com aquele relacionamento destrutivo, e a lista só cresce.

Quando se apresentam oportunidades que poderiam gerar crescimento pessoal, a pessoa encontra alguma maneira de se sabotar. Toda possibilidade de mudança é percebida a nível inconsciente como uma ameaça, algo diferente do modo como se habituou a ser. Assim, o indivíduo adia, indefinidamente, ações que podem transformar a sua vida para melhor.

Veja alguns exemplos de autossabotagem: não tenho mais idade; depois eu faço; ninguém me ajuda; eu não consigo; eu não sou bom o suficiente; eu não me preparei o bastante; não tenho dinheiro para isso; não tenho tempo; se algo é de graça é porque não presta; ah, falar é fácil, difícil é fazer!; você diz isso por que não é com você!; Faça o que eu digo, não faça o que eu faço!. Poderia ficar horas aqui enumerando frases prontas que ouvimos e/ou falamos todos os dias e as quais alimentamos como explicações para não fazermos o que precisamos fazer! E assim começa um ciclo de atrasos, adiamentos, procrastinação, não terminamos o que começamos, criamos expectativas irreais como se algo pudesse cair dos céus.

Já parou pra pensar que aquele tão sonhado desejo não está se realizando por conta disso? Já parou pra pensar que o futuro dos seus sonhos depende do seu presente, de atitude e coragem? É preciso coragem para deixar pra trás padrões de comportamentos repetitivos, é preciso coragem para assumir que tudo depende de você, é preciso coragem pra assumir uma dificuldade, é preciso coragem para buscar ajuda, é preciso coragem pra ser feliz!

A boa notícia é que assim como alimentamos sentimentos destrutivos, podemos mudar a consciência e começar a alimentar pensamentos construtivos e nos programar para o sucesso e evolução contínuos. Por isso repito: VOCÊ PODE SER QUEM QUISER, BASTA FAZER O QUE FOR PRECISO! Então te convido a tirar os projetos da gaveta, vestir-se de sua melhor versão e ir à luta! Mesmo que para começar seja preciso chorar, limpar e se desapegar, é esse o ponto de partida. Saber onde quer chegar é importante, porém muito mais importante que isso é agir, colocar a mão na massa e fazer o que tem que ser feito! Lembre-se: é no PRESENTE que as coisas acontecem!

Eu acredito em mim, eu acredito em você!

Um beijo em seu coração.

Até o próximo artigo.

Salma Reis

Esse texto foi escrito por Salma Reis, colunista do Camaçari Mulher. Para ler mais textos dessa psicóloga e psicoterapeuta que acredita que o sucesso de um trabalho se faz quando existe confiança, ética e compromisso, clique naquele nome dela ali em cima 😉

Comentários

comments

Leia Também