Coluna Viver no Presente: Errei, errei sim e tá tudo bem!

Tudo o que fazemos tem um significado importante para as nossas vidas e para a de quem convivemos

por

“Se eu pudesse voltar atrás faria tudo diferente”, “a culpa é minha por não ter dado certo”, “não fiz o que deveria ter feito”, “fiz tudo errado”… Culpa, minha culpa, minha máxima culpa!

Alguém aí se identifica com essas frases? Passamos boa parte da vida buscando o melhor e quando não conseguimos visualizar os benefícios do que fazemos: lá vem ela para incomodar… A famosa culpa nos deixa tão pra baixo, tão pra baixo, que é como carregar “o chicote nas mãos” para, na primeira oportunidade, começar as sessões de tortura.

A verdade é que se pudéssemos voltar atrás faríamos tudo exatamente igual! Não teríamos aprendido ainda. Tudo o que fazemos tem um significado importante para as nossas vidas e para a de quem convivemos, se aconteceu é porque tinha que acontecer. Tem sempre um aprendizado naquilo que muitas vezes parece o fim. Acredite!

Mas não estou aqui para te dizer que sentir culpa é besteira ou coisa assim, também não estou aqui para te motivar a ir lá apagar a sua história, esquecer tudo e dar a volta por cima… Seria fácil, né? Seria fácil falar! Como sempre é, pois foi o que nos acostumamos a fazer… Passar por cima, deixar pra lá, esquecer! A verdade é que sempre, mesmo quando assumimos que erramos, buscamos um jeito para não sentir…

Que lindo seria aprender a assumir a “fraqueza”…que como mágica se transformaria em fortaleza! Que lindo seria acolher, acolher a culpa sem lutar contra ela… Pôr no colo, ouvi-la, senti-la. Sei que pode parecer doido, mas é isso, quando lutamos contra qualquer sentimento “negativo” que brota dentro da gente, é como se negássemos a importância que ele tem em estar ali, nos alertando para algo que precisamos olhar.

Quando aprendi a fazer isso tudo ficou mais simples, mesmo que não tenha ficado mais fácil. Coloquei na minha conta a capacidade de me acolher, sem ter que esperar que alguém o faça. Afinal, nem sempre ouvimos das pessoas o que queríamos, o que precisamos mesmo será sempre encontrado dentro da gente.

O segredo é: não sinta culpa por ter culpa, porque errou… Isso deixa seu sentimento ao quadrado, ampliado, o que só piora as coisas. Se põe no colo, sorri pra você!

Tá tudo bem… Sempre!

Você faz sempre o seu melhor, o que sabe, o que pode! Amanhã pode fazer diferente, afinal?! Você já não é mais a mesma!

Um beijo gigante em seu coração.

Até o próximo artigo.

Esse texto foi escrito por Salma Reis, colunista do Camaçari Mulher. Para ler mais textos dessa psicóloga e psicoterapeuta que acredita que o sucesso de um trabalho se faz quando existe confiança, ética e compromisso, clique naquele nome dela ali em cima 😉

Comentários

comments

Leia Também