Bem-Estarhome

Camaçarienses apostam no Treinamento Funcional

Equipe- Levi-funcional-treino-camaçari-mulher
Equipe de Levi

Se você costuma andar pelas praças de Camaçari, certamente já se deparou com os equipamentos dos famosos “treinos funcionais”. A modalidade que virou febre na cidade está atraindo e motivando pessoas de todas as idades. Por isso, não é difícil encontrar homens e mulheres driblando cones, pulando cordas, levantando alteres e desafiando a própria força.

Mas treino funcional, funciona mesmo?

Levi-funcional-treino-camaçari-mulherSegundo o educador físico, Levi Souza, de 29 anos, a principal característica dessa modalidade é promover um resgate de aptidão pessoal, ou seja, cada aluno tem um objetivo e os treinos são elaborados para alcançar esses resultados, seja eliminação de gordura, definição ou fortalecimento muscular. Os treinos são tão condicionados nos resultados, que dependendo da disposição, é possível perder de 450 a 800 calorias, em uma hora e meia de aula e adquirindo benefícios como coordenação motora, equilíbrio, resistência, flexibilidade, agilidade e disposição cardiorrespiratória.

 

Saadia-funcional-treino-camaçari-mulher

Válvula de escape para quem não consegue se habituar em uma academia, o funcional pode ser ótima maneira de praticar não só atividade física, mas também de interação, como afirma a comunicóloga, Saadia Cavalcanti, de 29 anos. Adepta dessa modalidade há 6 meses, ela não consegue mais se imaginar sem seus exercícios diários. “Treino de segunda a sexta, das 6h às 7h da manhã, e essa rotina tem me feito muito bem, a galera é muito animada, o professor bastante competente e sabe como motivar a gente. Me sinto mais disposta e alegre, quando não vou, sinto falta, tanto da galera quanto das atividades”. Saadia conta que uma das vantagens desses treinos é ter a liberdade de explorar outros cenários “Treinamos nas praças, no estádio, e uma ou duas vezes no mês a gente faz a aula na  praia”, conta.

Equipe- Saadia-funcional-treino-camaçari-mulher
Equipe de Saadia

Sobre os resultados alcançadas dos treinos funcionais realizados na areia e no asfalto, Levi conta que para quem prefere a praia ou campos de areia, eles tendem a surgir mais rapidamente. “Quando a gente vai treinar na areia, os nossos músculos têm uma contração muscular mais rápida, então há um desgaste de fibra muscular maior, gerando em menos tempo, uma tonificação muscular”, afirma.  Mas isso não exclui a eficiência dos exercícios praticados nas praças.  Se você prefere treinar nesses locais, o profissional indica o uso de tênis com amortecedores, já que tais calçados diminuem o impacto entre o chão, os tornozelos e os joelhos, evitando lesões. E por falar em lesões, o professor alerta: “Antes de começar algum exercício, é importante que a pessoa procure uma orientação profissional, uma vez que qualquer movimento mal executado pode resultar, em grandes e dolorosas conseqüências, como rompimento dos tendões, torção no tornozelo, lesão na tíbia, na coluna…e com isso comprometer todo um trabalho”, alerta.

cmulhermenor

Comentários

comments