homeViagens

Camaçarienses revelam encantos da Chapada Diamantina

Lá eu posso…

Sentir o ar fresco e puro invadir os pulmões no amanhecer do dia…

Contemplar o mais lindo por do sol visto do Morro do Pai Inácio…

Saborear as maravilhosas pizzas nativas no Vale do Capão…

Desafiar os limites do próprio corpo escalando paredões…

Relaxar nas águas geladas e escuras que escorrem das cachoeiras…

Mergulhar na imensidão azul das grutas…

E deixar-me surpreender pela rica cultura presente nas ruas, calçadas e casas…em cada cantinho.

chachoeira-das-andorinhas-chapada-diamantina-bahia
Quem é apaixonado pelas belezas naturais, certamente tem na Chapada Diamantina uma das melhores opções para desacelerar da vida agitada, desconectar do mundo virtual e respirar ar puro. Cercada por centenas de cachoeiras, grutas, cânions e vales, a região é considerada um verdadeiro paraíso de águas cristalinas.

Chapada-Diamantina-camaçari-mulher-passeio-turismo (7)Amante da calmaria e tranquilidade, a estudante de enfermagem, Ana Caroline Campos, de 22 anos, afirma que o lugar é, sem dúvida, um paraíso. Acostumada a ir sempre com os amigos, ela já acumula em sua memória, lembranças vividas em cidades como: Palmeiras (Vale do Capão), Lençóis, Mucugê e Andaraí. “Costumo pensar que é quase impossível ir apenas uma vez. A Chapada esconde verdadeiras obras primas como a Pratinha, Gruta Azul, Morro do Pai Inácio, Cachoeira da Angélica, Poço Azul, Ribeirão do Meio, Riachinho, sem falar nas charmosas vielas que exalam histórias e cultura”, enumera.

Chapada-Diamantina-camaçari-mulher-passeio-turismo (6)Para chegar à maioria desses lugares, é necessário passar por longas e sinuosas trilhas, mas o esforço vale a pena, já que o destino final é encantador. “As trilhas me trouxeram inúmeras sensações. É legal, também, perceber o cuidado dos guias com a preservação do meio ambiente, pois os trilheiros são orientados a não jogar lixo no chão, não matar animais, plantas, dentre outros cuidados, o que ajuda a conservação da região”, conta Ana Caroline.

Chapada-Diamantina-camaçari-mulher-passeio-turismo (7)Quem também acumula boas lembranças da Chapada é a graduanda em Serviço Social, Suelen Costa, de 22 anos, que recentemente esteve no município de Lençóis. Movida pelo desejo de explorar cada pedacinho de lá, ela conta que além de toda beleza presente nas paisagens naturais, os nativos são bastante hospitaleiras e criativos. Assim como Caroline, Suelen também não abriu mão de fazer trilhas. “É um momento de gratificação, satisfação, prazer, felicidade, superação e orgulho de ter cumprido todo o trajeto para chegar a um lugar maravilhoso. Sentimos verdadeiramente o contato direto com a natureza, que nos acompanha em todo o trajeto da trilha, e acabamos desfrutando da beleza, do aroma e da diversidade do local. Ou seja, não vale a pena ir à Chapada e não fazer trilhas”, aconselha.

Chapada-Diamantina-camaçari-mulher-passeio-turismo (Outro ponto que merece destaque é a gastronomia local, que dependendo da cidade pode mudar um pouco suas características. “As refeições servidas em Lençóis são bastante variadas, com especialidades das cozinhas italianas e francesas, e muita variedade da culinária brasileira. Lá são servidos tradicionalmente muita carne-de-sol e cortadinho de palma (cacto), e para beber, caipirinhas de frutas tropicais”, relata Suelen. Já Ana, que visitou o Capão, revela que a alimentação saudável, baseada em alimentos orgânicos, é um destaque. “É notória a quantidade de restaurantes vegetarianos e veganos”, pontua.

foto-galeria-materia-620-bbyzMas as atrações da Chapada não param por aí, pois também existem ótimas opções para curtir ou simplesmente admirar: coretos, praças arborizadas, casas culturais, bares, artistas independentes, bem como, lojas de artigos de decoração, roupas, acessórios, tudo com preços para todos os bolsos. Além de um cardápio bem variado de hotéis, pousadas, campings e hostels, que atendem dos gostos mais simples aos mais exigentes.

E então, a Chapada Diamantina é ou não é um lugar para incluir na lista dos que valem a pena ser visitados?

cmulhermenor

Comentários

comments