Bem-Estar

Camaçarienses revelam que dançar é o melhor remédio

Dançar é emprestar o corpo aos sentimentos mais sinceros, é sentir a batida do coração sincronizando com o ritmo musical. A dança tem o poder de transformar, educar, conscientizar e revelar talentos ocultos. Por isso, a dança tem conquistado espaços significativos na sociedade, e esse incentivo vem da própria necessidade que as pessoas sentem de experimentar algo novo, que seja capaz de trazer benefícios para a saúde física e mental.

Dança-benecifios-altoestima-classica-afro-salão (4)Quem não tem dúvidas em relação aos benefícios dessa modalidade, é a professora Gilmara Carvalho, de 40 anos. Adepta da modalidade há 12 anos, Gil, como costuma ser chamada pelos amigos, conta que viu na dança sua válvula de escape. “Sempre quis fazer balé, mas meus pais não tinham condições e, naquela época, tudo era muito caro. Quando minha mãe faleceu, por causa da tristeza, procurei algo para fazer, foi ai que entrei na ABDS (Academia Baiana de Dança de Salão), onde comecei a me especializar. Costumo dizer que a dança me salvou”, conta. Apaixonada pelos movimentos, a professora revela que sempre esteve disposta a aprender coisas novas, tanto que hoje não perde o passo no bolero, samba de gafieira, soltinho, salsa, zouk, kizomba, forró, tango, zumba e dança do ventre. “O segredo é nunca deixar de praticar. Você só atinge a perfeição quando internaliza, aceita e entende cada passo”, revela.

Dança-benecifios-altoestima-classica-afro-salão (1)

Além dos benefícios já citados, a dança também tem um trabalho muito importante de inclusão social. Prova disso é a dançarina Marlene Santana, de 19 anos, praticante de dança clássica, moderna e afro.

Dança-benecifios-altoestima-classica-afro-salão (2)Ela conta que a arte mudou sua maneira de encarar a vida e seus problemas. “Costumo pensar que a dança me escolheu e eu fui privilegiada com esses ritmos, que na minha percepção, ajudam na concepção artística do dançarino e deixa-o apto a praticar qualquer outro ritmo”. Marlene começou a ensaiar os primeiros passos ainda aos 11 anos, depois não parou mais. “Iniciei com a Ginástica Rítmica na Cidade do Saber, depois passei pela BAMUCA, Casa da Criança, algumas companhias de dança da cidade, e hoje estou na Lekan Dance, em Salvador. Meu desejo pela dança cresceu tanto que resolvi me profissionalizar no curso de dança da Funceb (Fundação Cultural do Estado da Bahia)”, conta.
Dança-benecifios-altoestima-classica-afro-salão (3)
Além da socialização, os principais benefícios que a dança traz ao corpo são: flexibilidade, melhora do condicionamento aeróbico, aprimoramento da coordenação motora, perda de peso, além da confiança dos próprios limites.

Em Camaçari existem diversos lugares onde é possível aprender a dançar, como:

Casa da Criança – 3622-1031,

Cidade do Saber – 3644-9810,

Teatro Alberto Martins – 3644-2626,

ADSC (Academia de Dança de Salão de Camaçari) – 9 9367-4995 / 9 88784067.

Agora você não tem desculpa!

cmulhermenor

Comentários

comments