Fisio em Dia

Fisio em Dia: Como o pilates nos faz ir além dos nossos limites

Já repararam que mesmo quando nos dedicamos há algum tempo a uma atividade física que gostamos e que já dominamos, sempre nos deparamos, em algum momento, com a preguiça e a falta de motivação? A hora da aula chega e nem temos aquela coragem de ir, damos uma desculpinha para faltar, dizemos “só hoje” e, enfim, perdemos a oportunidade de evoluir porque ainda que reconheçamos o grande prazer que essa atividade nos traz, muitas vezes temos a impressão de que já experimentamos tudo e caímos numa certa monotonia.

Com a prática de Pilates não é diferente. No início são muitas novidades, exercícios novos e desafios nos deixando ávidos por aprender. Porém, não podemos deixar cair no “piloto automático”. É então que essa atividade se torna mais prazerosa e instigante, pois o tempo todo um novo desafio é lançado.

Aprender o método é relativamente fácil e rápido. Muito diferente é praticar com excelência, realmente compreendendo e realizando da forma correta. E, para isso, é necessário praticar com regularidade. Com a repetição, adquirimos novos “insigths”, descobrimos novos caminhos para realizar o mesmo movimento e, com isso, somos capazes de repetir o mesmo exercício por anos, de uma maneira completamente nova, mais natural e muito mais eficiente.

Mas como eu sou uma apaixonada por pilates, você que está aí do outro lado da tela lendo esse texto pode pensar que eu sou suspeita para falar, afinal, trabalho com isso e preciso estar sempre motivada, inspirando meus pilateiros e pilateiras a darem o melhor de si, sempre. Então, pedi a algumas alunas (só chamei meninas, mas vou me redimir com os rapazes nos próximos textos, prometo!) que já estão há um bom tempo praticando o pilates, para dizerem o quanto os exercícios são importantes para elas e o que as motivam a continuar nessa atividade:

zuila

“Como ex-atleta de futsal e atletismo, vi no Pilates a possibilidade de retomar minha forma física no que diz respeito a condicionamento, flexibilidade e postura, mas com o passar dos anos me dei conta que o Pilates vai muito além de um projeto. Considero um estilo de vida!. Depois de quase três anos de prática prazerosa, minha memória muscular voltou e se modificou (estou mais slim, mais definida, firme e flexível). Além dos ganhos de concentração, consciência corporal e respiração. Pilates foi a forma que encontrei de respeitar e amar o meu corpo na essência”. Zuila Agrião

tâmara
“Parece que foi ontem! Completo agora no mês de julho, dois anos de Pilates, e ao longo desse período redescobri meu corpo e percebi que posso superar limites. Através do Pilates, conquistei a tão sonhada flexibilidade, melhorei minha postura e não sinto mais dores na lombar. Além de melhorar minha saúde e estética, fiz novas amigas e ganhei uma pró espetacular”. Tâmara Payxão

vanessa

“Posso listar inúmeros benefícios sentidos pelo meu corpo: flexibilidade, uma postura melhor, e a dor no nervo ciático que me acompanhava há um tempo praticamente sumiu. Mas os benefícios não são apenas físicos, a minha conscientização de uma alimentação mais equilibrada, a importância de beber bastante água durante o dia também foram mudanças significativas”. Vanessa Souza

clarice

Desde que iniciei o pilates, meus dias não foram mais os mesmos. Me encontrei. Cada aula uma novidade, um desafio. No pilates descobri o quanto gosto de desafios, não existe “não posso, não consigo”. Para mim, sempre posso, se vou conseguir, não sei, mas jamais deixarei de tentar. Acredito que isso também se deve muito à minha instrutora, que nos incentiva e está sempre se atualizando e nos dando uma dose elevada de ânimo”. Clarice Freitas

Tá vendo como vale a pena superar aquela preguicinha e buscar motivações para os seus objetivos? Mantenha uma frequência nas aulas, entenda que o nosso corpo foi feito para o movimento. Mantenha o foco e cultive a paciência. Cuide da alimentação e, por último, e não menos importante, leve o Pilates para o dia-a-dia!

Lembre-se: “Motivação faz você começar. Hábito faz você continuar!”

Até a próxima!
Beijos,

Lorena

Comentários

comments