Bem-EstarFisio em Dia

Fisio em Dia: Porque Pilates para crianças?

SophiaVocê, leitora, provavelmente já escalou árvores com seus amigos, brincou de esconde-esconde, correu atrás de pipas e andou em carrinhos de rolimã, jogou futebol em terrenos baldios, queimada… Veio de uma geração na qual, quando crianças, as brincadeiras exigiam algum nível de esforço físico.

Atualmente, estamos na “geração dos apartamentos” onde divertir-se é sinônimo apenas de atividades estáticas como assistir TV, jogar videogame e passar horas a fio nos smartphones ou tablets.

Além da perigosa atrofia muscular, as crianças de hoje carregam a esmagadora pressão da competitividade precoce, que se reflete no peso das mochilas e nas dezenas de compromissos diários, agenda corrida do colégio, cursos de línguas…. Isso tudo, além de estressar os pequenos, ainda gera sequelas na postura, entre outros problemas.

Pois bem, é dentro desse contexto de irritação inconsciente, responsabilidades antecipadas e sedentarismo que surge o Pilates para Crianças.

O Pilates só tem a contribuir para o desenvolvimento dos pequeninos, uma vez que além de fortalecer a musculatura para suportar a carga da mochila, corrige a postura, introduz a disciplina, concentração, e ainda serve de canal para extravasar a energia típica da idade.

collage
Na fase entre a infância e a adolescência ocorrem as maiores transformações no nosso corpo, que cresce de forma acelerada, definindo-se. O peso exagerado da mochila escolar e a forma inadequada de sentar-se são umas das principais causas de problemas ortopédicos futuros. O Pilates tem sido bastante procurado, pelos pais bem informados sobre o método, por prevenir, minimizar e corrigir desvios posturais através de exercícios que se adequam e respeitam os limites e as necessidades de cada criança.

Sendo assim, o Pilates para crianças, vai trabalhar a mente dos alunos, desenvolvendo a concentração simultaneamente ao condicionamento da consciência corporal.

E então, vamos apresentar o pilates aos pequenos?

Beijos,

Lorena

Comentários

comments