Bem-Estar

Meditação: mais calma para o corpo e para a alma

“Essas meninas estão ‘viajando’ demais”. Era isso que eu pensava quando algumas das minhas melhores amigas diziam que estavam meditando e o quanto era benéfico para elas. Não sei vocês, mas quando eu pensava em pessoas que meditam, sempre me vinha à cabeça a imagem daquela pessoa zen, letárgica, que vive de pernas cruzadas com umas roupas bem folgadas, entoando mantras e tal. Agitada como sou, pensava: isso não é para mim!

Até que um dia resolvi tentar. Coloquei lá no YouTube a primeira meditação guiada que achei pela frente, não eram muitos minutos, negócio lá de abrir caminho e lá fui eu. Sua paz interior chegou? Pois! A minha também não! Mas o que minhas amigas disseram sobre ser difícil no início e mágico após insistirmos um pouquinho, aconteceu. Dia após dia, comecei a me conectar comigo, ir organizando os pensamentos, sentindo uma paz, uma leveza mesmo em meio ao caos cotidiano… uma experiência tão rica, que comecei a fazer com a maior frequência possível.

Para minha alegria, o Espaço Abrace, aqui em Camaçari, passou a realizar sessões de meditação em grupo todas as sextas-feiras e é sempre uma satisfação enorme participar, trocar experiências com quem está em busca de uma vida mais presente, consciente, menos no piloto automático. Quem facilita essas meditações é a escritora, psicóloga, instrutora de yoga, ou simplesmente “a mulher que eu quero ser quando crescer”: Brady dos Dreads! Como o que é bom merece ser compartilhado, pedi a ela que falasse um pouquinho sobre essa prática milenar e desse algumas dicas. Reparem:

O que a meditação pode nos trazer de bom?

Ahhhh são inúmeras as possibilidades, como redução de ansiedade, melhoramento de depressão e estresse, controle de fobias… Eu diria que a meditação é uma prática que visa focar no aqui e agora, por exemplo, quando estamos num quadro de ansiedade, nós estamos vivendo no futuro, nos planos, na ilusão. Quando estamos na depressão estamos apegados a coisas que não temos mais e por isso sofremos, não vemos perspectivas à frente. Quando temos quadros de fobias em geral, estamos com medo do medo, paralisamos e não conseguimos dar respostas adequadas à situação.

Em todos os casos acima, estamos desconectados com o presente, com o agora, estamos desconectados com nós mesmos e com nossa essência, e a meditação vem como uma âncora para nos colocar no instante que estamos e nos fazer vivenciar o que aparece à frente com mais positividade e respostas mais adequadas à ocasião.

Tem alguma dica para quem quer começar a meditar?

Comece! Se sentiu um chamado ou uma vontade em fazer, vá. Meditação é disciplina e hábito, vá se ambientando a sentar em silêncio em um lugar específico na casa, para fazer desse local um lugar que chama para essa prática, e vá tentando colocar horários para acostumar o corpo a isso. Não se preocupe, nosso corpo é preguiçoso para tudo o que o tira da zona de conforto e meditar nem sempre é confortável. Quando já estiver em uma posição acomodada, comece a perceber a respiração, o ar que entra e o ar que sai pelas narinas, e não se preocupe se perder o foco, ou se os pensamentos não te “deixarem em paz”, meditar é sustentar nossa atenção (concentração) a um foco, no nosso caso a respiração. Com o tempo conseguimos sustentar por mais tempo, mais o início é, de fato, uma luta interna, não desista!

Tem gente que tem muita dificuldade e acaba desistindo por não conseguir “esvaziar a mente”. Que conselho você pode dar para essas pessoas?

Um conselho que eu daria é: não se apegue a tudo que vende na mídia, e nem se preocupe se sua mente não está esvaziando, inclusive, sinta-se grato por ela não estar (risos). A meditação não vai “esvaziar a mente”, como dizem. Ela não irá ficar tão flutuante como costuma ser, iremos reduzir as atividades mentais, concentrando em um estímulo escolhido reduzido. A meditação, em alguma instância, pode ser um silêncio mental onde quase não se registram sensações ou pensamento mas, não quer dizer que não existam. Os pensamentos continuam existindo porém, em uma escala completamente reduzida.

Massa, né?! Então, se você quiser tentar meditar, tem vários aplicativos que podem ajudar. Eu indico o Insight Timer, que usei por um tempo e curti demais. No Spotify tem vários mantras legais, uso bastante. No Espaço Abrace, como falei acima, a meditação em grupo acontece às sextas-feiras, com uma contribuição simbólica a partir de R$ 5. Os portões ficam abertos das 17h30 às 18h, o endereço é: rua Natividade s/n; 1° andar – 2° sala (Próximo à Livraria do Estudante).

 

Segue lá:

https://www.instagram.com/p/BlwRuCZnHrF/?taken-by=espacoabrace

Comentários

comments