Bem-Estar

Projeto Vida Saudável: como iniciar o processo de reeducação alimentar

Em uma sociedade cada vez mais obesa e cheia de doenças físicas causadas pelo excesso de comidas industrializadas, fastfood, bebidas alcoólicas e sedentarismo, há uma procura muito grande das pessoas pela reeducação alimentar. Mas primeiramente o que significa reeducação alimentar¿ A pratica nada mais é do que o fato de se alimentar de forma equilibrada e sem excessos, o indivíduo pode comer de tudo um pouco, e deve sempre optar pelos alimentos considerados saudáveis.

Sabemos que se alimentar corretamente não é tarefa fácil quando há tantas sugestões prontas nas prateleiras, e o tempo disponível para preparar os nossos próprios alimentos são cada vez mais restritos. Por isso resolvi dar algumas dicas para quem deseja iniciar esse processo de forma suave e sem grandes impactos na sua rotina como eu mesma fiz. Ai vão elas:

1- Comece o processo nas compras do Supermercado

Faça substituições sábias na dispensa, troque os alimentos refinados e processados como farinhas, massas, óleos, pães, queijos e biscoitos pelos integrais e orgânicos. Introduza mais alimentos crus e de fácil preparo na lista de compras. Troque as guloseimas hipercalóricas industrializadas por frutas frescas e oleaginosas. Evite passar pelas seções “tentações”, isso será uma forte arma contra a compulsão inicial, busque manter-se firme no propósito da mudança.

2- Não pule refeições

Para manter-se equilibrado e com energia para as tarefas diárias, o corpo precisa ser abastecido de forma fracionada. Quando pulamos uma refeição como o café da manhã, por exemplo, estamos deixando de garantir a energia inicial que ele necessita, por isso quando chega a hora de abastecer, comemos em excesso sem raciocinar a quantidade que está sendo ingerida. É necessário fazer de cinco a seis refeições por dia, não obrigatoriamente “encher o tanque”, mas ingerir pequenas quantidades de alimentos ricos em calorias boas para um funcionamento equilibrado do organismo.

3- Se proteja da fome fora de casa

Ao sair de casa leve sempre com você algumas possíveis refeições e lanches de emergência na bolsa. Se imunize contra os lanches de rua que possuem altos índices de calorias vazias, e procure levar sempre uma fruta não ácida, barrinhas de cereais ou um mix de frutas secas e oleaginosas. Elas são bem calóricas, mas alimentam por bastante tempo e são energia boa e limpa para o organismo.

4- Beba bastante líquido

Algo muito desprezado mas que é de suma importância para o processo de reeducação alimentar, é a ingestão de líquidos e, principalmente, da água. Beba bastante líquido, inclusive trinta minutos antes das refeições, pois isso fará com que o seu organismo comece a trabalhar e quando o alimento for ingerido, será facilmente absorvido pelo organismo, fazendo com que haja saciedade rapidamente, evitando os excessos. Evite beber líquidos durante o almoço, pois o mesmo empurra o alimento provocando a sensação de que o estômago ainda está vazio, e quanto mais espaço, mais alimento será ingerido.

5- Não se prive de tudo

Um grande erro é acreditar que a reeducação alimentar é dieta rigorosa e irá privar a pessoa de ser feliz e se divertir como de costume. Não é necessário abrir mão do chopp do fim de semana com os amigos ou do passeio com a família, basta evitar os excessos de álcool, alimentos gordurosos e condimentados. Quando se está em processo de reeducação alimentar, a quantidade de alimentos ingeridos é menor, isso potencializa os efeitos das bebidas alcoólicas, então tome muito cuidado!

Comentários

comments