homeTricotando

Tricotando com a cantora e compositora Elly Nascimento

Elly Nascimento_camaçari

Filha de Camaçari, Elly Nascimento tem conquistado cada vez mais fãs. E não é para menos: com seu sorriso contagiante, seu jeito amigo e um black power poderoso, ela “chega chegando” em qualquer lugar. Quando solta a voz, então, não há “serumaninho” por perto que não pare para admirar e aplaudir seu timbre forte. Forte como a mulher que ela é. Forte como a mulher dos versos da canção “Eu sou Preta”, de sua autoria:

“Eu sou Preta, respeite minha Pele, meu Sorriso, minha Cor!

Elogiou meu cabelo, diz que está na moda,

amigo, já pode parar, pois é assim que eu sou.

Quando sua opinião ficar demodé,

eu já vou logo te avisar: não vou mudar, não vou.

Pois é assim que sou!”

Para descobrir ainda mais como ela é, o Camaçari Mulher convidou essa cantora e compositora extraordinária para um bate-papo muito bacana. Confira!

pink-306516_960_720
Quanto tempo você tem de carreira?

Eu canto profissionalmente desde os 21. Estou com 32, então já são 11 anos de estrada.

Como tudo começou?

Minha primeira influência musical foi meu pai, Isac Nascimento, que é maestro, mas minha família toda sempre me influenciou porque, desde criança, eu já me sentia uma cantora, pelo menos eles deixavam isso bem claro pra mim (risos). Se tinha um almoço com todo mundo, eles pediam para eu cantar… me tratavam como a cantora da família e eu internalizei isso. Quando cresci, essa já era uma decisão tomada dentro de mim, então, foi só correr atrás daquilo que eu queria fazer.

A gente sabe que a caminhada não é fácil, tem seus altos e baixos. Diga um momento muito especial e outro difícil da sua carreira…

Ely Nascimento no Palco da CidadeOlha, graças a Deus tive muitos momentos especiais…tantos, que fica até complicado escolher um… mas vamos lá: foi maravilhoso quando eu ganhei o concurso musical “Palco da Cidade” (realizado pela Cidade do Saber em 2010) por unanimidade, com uma música de minha autoria, foi muito emocionante! E o mais difícil foi logo quando tive meu segundo filho. Eu não tinha tempo para ensaiar, não tinha como ir cantar, não podia assumir compromisso com ninguém porque eu poderia simplesmente não ter como cumprir, então me bateu um desespero, sabe?! Lembro que cheguei até a conversar com uma amiga dizendo que não iria mais cantar! Mas foi um desespero passageiro…com o tempo, as coisas se ajeitaram e aqui estou, firme e forte!

O que te motivou a continuar apesar das dificuldades?

12227184_1041119309251653_9158251985834276835_nAh… a certeza de que eu nasci pra isso. Eu nasci com esse dom, minha família viu esse dom em mim. Meu falecido avô Osvaldo, pedia para eu cantar com quatro anos de idade e quando eu terminava ele dizia: minha neta vai ser uma grande cantora! Minha mãe quem me conta isso, então, eu sigo em frente, porque esse sonho não é só meu. Hoje eu me sinto uma 12795098_1101196753243908_7472040310766639741_oboa cantora, mas eu quero que mais pessoas ouçam a minha música, e para isso acontecer eu não posso parar! Então eu luto para realizar o sonho de que minhas músicas tenham uma boa aceitação, que caiam no gosto do povo. Eu luto pra isso, para ter meu trabalho reconhecido.

E o que as pessoas que já são suas fãs podem esperar da sua carreira? Muita coisa boa está por vir?

Sim!!! Estou finalizando as gravações do meu tão sonhado CD autoral que terá black music, balada romântica e até um rock. Será um importante passo para as pessoas conhecerem realmente quem é a cantora Elly Nascimento. Meu CD, minhas músicas, são referências de quem, de fato, eu sou, o que acredito, minhas vivências, experiências… então aguardem porque vem coisa boa por aí e eu espero que todos curtam minhas músicas!

cmulhermenor

Comentários

comments