DicasNoivas

Vestido ideal: consultora dá dicas para fazer a escolha certa

Cada noiva é única, singular, especial, mas há algo que todas têm em comum: o sonho de um casamento perfeito! Para isso, é fundamental que todos os detalhes do grande dia sejam pensados com cuidado e carinho, sem espaço para arrependimentos. De todas as preocupações, a escolha do vestido, com certeza, é uma das maiores. Muitas vezes, o modelo sonhado não cai tão bem no corpo ou, simplesmente, não cabe no orçamento. Por isso, nestas horas, a ajuda de um profissional do ramo pode ser a salvação.

Laís Bahia

Pensando nisso, a bancária Laís Bahia, 26 anos, não abriu mão de fazer do seu grande dia o mais perfeito e inesquecível. Para Laís, as orientações profissionais foram fundamentais para encontrar o vestido ideal, e o resultado da escolha foi simplesmente inesquecível. Tudo foi pensado com muito cuidado: a maquiagem; que seguiu o estilo romântico e delicado, o penteado; que não fugiu do estilo tradicional, preso, elegante, para ficar arrumado durante a festa toda, e o vestido; que foi deslumbrante e se adequou perfeitamente ao estilo de seu casamento clássico e, ao mesmo tempo, moderno. “Quando comecei a pensar na escolha do meu vestido, imaginava um tomara que caia. Não queria muito rodado, mas quando fui à loja, fiquei encantada com os vestidos do estilo princesa, que são bem rodados. Simplesmente, me apaixonei quando vesti, ficou maravilhoso! De fato, eu me senti uma verdadeira princesa na primeira prova do vestido, que teve até marcha nupcial e luz cênica”, conta.

Ennie Carvalho

Vestindo noivinhas, convidados, daminhas, padrinhos e madrinhas há oito anos, a empresária Ennie Carvalho, 34 anos, indica que a primeira coisa a ser levada em consideração é o sonho da noiva. Saber o que ela deseja, quais são suas expectativas e o perfil do casamento (se será uma cerimônia diurna ou noturna, por exemplo). Em seguida, é preciso definir o quanto a noiva pode ou está disposta a investir na compra ou aluguel do traje, pois não adianta escolher um vestido que não se enquadre na cerimônia e/ou que ultrapasse os custos estipulados para o casamento. Com base nisso, a consultora trabalha em cima do biótipo da noiva. Por exemplo, se é magrinha, pode usufruir à vontade do volume das saias e usar cauda longa. As gordinhas podem usar e abusar de corpetes, cintura baixa em ponta, mangas secas e decotes em “V”, pois eles ajudam a diminuir o busto. Decotes profundos favorecem os ombros e o colo das altas. Já as pequeninas do tipo mignon, para que pareçam mais longilíneas, devem preferir modelos sem mangas e fugir de tudo que seja pesado e volumoso.

Por conta destas e de muitas outras orientações, Ennie afirma que a fase da consultoria é crucial para que a noiva faça a melhor escolha, visto que este é o momento em que todas as informações são alinhadas de maneira segura e ordenada. “A noiva precisa buscar uma empresa de referência, que conheça as tendências do momento, as novidades de mercado e que, ainda assim, se empenhe em fazer com que ela se sinta uma verdadeira princesa, e isso vai além dos recortes dos tecidos e pedrarias: é a realização de um sonho”, salienta.

“A escolha do vestido vai além dos recortes dos tecidos e pedrarias: é a realização de um sonho” – Ennie Carvalho | Foto: Eric Machado

cmulhermenor

Comentários

comments